Celebramos hoje o Dia de Todos os Santos, em memória daqueles que estão junto de Deus, nosso Pai, intercedendo por nós.

 

A comemoração teve origem no século IV, na Antioquia, quando se recordavam os santos mártires no primeiro domingo após Pentecostes.  Nessa festa do calendário cristão, são lembrados e homenageados todos os santos e mártires, garantindo que aqueles que não têm uma data própria de festejo não sejam esquecidos.

 

A Igreja tem consciência de que o número de santos no céu é muito maior do que aqueles que foram canonizados e que estão nos altares das Igrejas. A grande maioria é desconhecida, mas são santos e estão no céu.

 

Podemos ler no Livro do Apocalipse: “Vi debaixo do altar as almas dos homens imolados por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho de que eram depositários. E clamavam em alta voz, dizendo: Até quando tu, que és o Senhor, o Santo, o Verdadeiro, ficarás sem fazer justiça e sem vingar o nosso sangue contra os habitantes da terra? Foi então dada a cada um deles uma veste branca, e foi-lhes dito que aguardassem ainda um pouco, até que se completasse o número dos companheiros de serviço e irmãos que estavam com eles para ser mortos” (Ap 6, 9-11).

 

“A exemplo da santidade daquele que vos chamou, sede também vós santos, em todas as vossas ações, pois está escrito: Sede santos, porque eu sou santo”.  (1Pe 1,15-16)

 

Uma vez que somos filhos e filhas de Deus, que é Santo, também nós somos chamados à santidade. Que possamos olhar com motivação para a vida de todos os santos e santas.

 

Repletos de alegria, invoquemos a Deus, recompensa e glória de todos os santos e santas, para que por sua intercessão, sejamos salvos:

 

Todos os santos de Deus, rogai por nós!

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

#curtir
Top