O portal Social Media Today fez uma análise de principais tendências que devem permear esse novo ano no marketing digital e nós resolvemos trazer um resumo delas pra vocês:

1. Transmissões ao vivo e um aumento no conteúdo de influenciadores

Com eventos cancelados e pedidos para ficar em casa em 2020, o número de transmissões ao vivo aumentou significativamente.

O acesso de conteúdo ao vivo aumentou 50% no Facebook durante os períodos de bloqueio, e no Instagram 70%. Além disso, o uso do TikTok disparou em 2020.

E há uma boa chance dessa trajetória ascendente continuar a acontecer em 2021. Conteúdo feito por pessoas e voltado para pessoas, como transmissões ao vivo de influenciadores, pode criar confiança e a conexão ‘instantânea’ que os consumidores de 2020 desejam.

2. Mais boa vontade e marcas voltadas para propósitos

As marcas mais inteligentes entenderão onde se encaixam na vida dos clientes nas redes sociais e encontrarão maneiras criativas de se encaixar na conversa“. Aponta o relatório de tendências sociais da Hootsuite 2021. E no centro disso está a necessidade de transparência.

Os consumidores não se conectam mais com marcas que consideram ‘obscuras’ ou falsas, e querem investir em algo em que acreditam e que podem confiar. É por isso que a conexão será fundamental para marcas que desejam permanecer como fontes confiáveis ​​em 2021. Para tal, as marcas precisam realmente saber o porquê de sua existência e a quem foram feitas para servir.

Não é estranho ver marcas fazendo coisas boas, mas haverá uma ênfase ainda maior neste próximo ano. Campanhas como #HotelsForHeroes do Hilton, que doou quartos gratuitos para profissionais da saúde, ou a contribuição de Chanel para a pandemia, em que incumbiram suas costureiras de fazer máscaras faciais, tendem a aumentar ainda mais em 2021.

3. UGC, para melhorar a experiência do cliente

Ela nunca foi tão importante – consumidores desejam experiências agradáveis ​​com marcas que sejam fáceis e memoráveis. Eles querem uma prova antes de comprar e querem ter certeza – afinal, ninguém quer tomar a decisão errada.

O user-generated content – UGC (conteúdo gerado pelo usuário) tem sido uma forma eficaz de marcas estabelecerem relacionamentos com seus clientes e fornecer provas sociais, tema que também será comum em 2021:

Ele constrói e fortalece comunidades, é identificável e edificante, permite que as marcas encontrem clientes onde já estão, e ajuda as marcas a gerar muito mais conteúdo em um cenário de pedidos para ficar em casa e medidas restritivas.

4. Ênfase na sustentabilidade

81% dos consumidores acreditam fortemente que as empresas devem ajudar a melhorar o meio ambiente.

E essa informação não deveria mais ser uma surpresa. Nos últimos dois anos aconteceu uma mudança nas marcas, em direção a um futuro mais sustentável. Seja por meio dos materiais que usam, da embalagem, de seus sistemas, etc.

A análise aponta que os consumidores estão procurando ativamente marcas que tenham um propósito e sejam conscientes do meio ambiente. Uma vez que o mundo continua sendo um lugar frágil, será fundamental para as marcas reiterarem sua sustentabilidade em 2021.

5. A inclusão será a chave

Um estudo aponta que a mudança cultural em direção à inclusão também está afetando o comportamento de compra, com 41% dos compradores saindo de varejistas que não refletem suas visões sobre identidade e diversidade – e 29% estão dispostos a mudar de marca completamente se não mostrarem diversidade suficiente.

Marcas que são vistas como não inclusivas, ou que não demonstram fazer parte da conversa sobre inclusão, devem sofrer impactos em 2021; mas marcas que mostram abertamente seu envolvimento em causas inclusivas devem colher benefícios e impulsionar conexões mais profundas com seus compradores.

6. Aumento da pesquisa visual e por voz

Um número crescente de consumidores está pesquisando por meio de ferramentas ativadas por voz, como a Alexa, e cerca de um em cada quatro lares americanos tem um alto-falante inteligente de algum tipo.

Além disso, também se espera que outros métodos de pesquisa criativos cheguem ao topo, como a pesquisa visual. Ferramentas como o Google Lens permitem que os consumidores possam pesquisar tudo o que puderem ver.

Para profissionais de marketing, isso significa que precisarão se concentrar ainda mais em texto de descrição de imagens e sitemaps para imagens. No próximo ano, os recursos visuais se tornarão cada vez mais importantes no jogo de SEO.

A experiência do cliente no varejo estima que em 2021 “os primeiros usuários que redesenharem seus sites para oferecer suporte à pesquisa visual e por voz aumentarão sua receita de comércio digital em 30%”.

7. Conteúdo fácil de consumir

Em 2020 as pessoas passaram a usufruir mais de conteúdo fácil de consumir – como podcasts, que podem ser consumidos em qualquer lugar, ou newsletters que chegam diretamente nas caixas de entrada dos assinantes.

Estudos mostram que 55% dos americanos agora ouvem podcasts, enquanto as menções às newsletter aumentaram 14% durante o bloqueio – e anunciantes também estão gastando mais em podcasts, o que é uma indicação de seu sucesso contínuo em 2021.

Conteúdo conveniente e prontamente disponível ajudam as marcas a se conectar mais profundamente com os clientes e fornecem uma maneira mais íntima de manter o contato.

Fonte: Agência de Bolso

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

#curtir
Top